A PRAÇA DOS LEÕES

 

 

 

Antes de ser denominado popularmente de Praça dos Leões devido a ornamentação de 1914, e de ter sido oficialmente Praça General Tibúrcio, esse logradouro remonta aos tempos da construção da igreja do Rosário em 1730, que fora construída pelos escravos que ali se reuniam.

Em 1831 era chamada de Largo do palácio e sua urbanização foi inaugurada em 1856.  Depois da morte do general Antônio Tibúrcio Ferreira de Sousa, heroi da Guerra do Paraguai, em 1885, uma estátua foi erguida em sua homenagem na praça em 1888 sendo a primeira estátua pública da cidade. As bases metálicas de toda a praça foram confeccionadas nas oficinas da Estrada de Ferro de Baturité.

No entorno da praça ficam o Museu do Ceará e a Academia Cearense de Letras. Existem várias outras estátuas na praça destacando-se as três estátuas de leões e a estátua em tamanho natural da escritora Rachel de Queiroz sentada em um banco da praça.

Escravo Namorando