RUA DO BORIS

  

  

Até o terceiro quartel do século XIX a Rua da Praia era uma via de tráfego de animais, porém, devido a areia frouxa, as carroças transitavam com dificuldade. Essa via recebeu empreendimentos e fora sendo

urbanizada com a implantação da Via Férrea com o Ramal da Praia, o qual com a inauguração da Alfândega em 1 de abril de 1893, o entorno ficou conhecido como Largo da Alfândega.

A Firma Boris foi fundada em 1869 com o nome de Bóris Fréris & Cia. Ltda na antiga Travessa da Praia. O conjunto de armazéns pertencia à família e que ali foram estabelecidos devido ao Porto de Fortaleza que era no Poço das Dragas. Depois seria beneficiado com o serviço ferroviário, exportando seus produtos para o interior do Estado, já que antes do trem chegavam à estação de carroças.

O Edifício da Casa Boris, que deu nome à Rua, que tem dois pavimentos, destacando-se a torre octavada  e as madeiras da ponta dos telhados ornamentados com platibandas. Dessa torre em 1892 foi colhida a primeira foto da Orla Marítima de Fortaleza, cuja foto original pertence ao Álbum da EFB, estando guardado em qualquer lugar do desativado Museu do Trem.

A Casa Boris foi restaurada em 1998 através do projeto Cores da Cidade, convênio entre a Secult e a Fundação Roberto Marinho.

É uma rua de pouco movimento, mas de muita história econômica para o Estado do Ceará.

 

                                                                                  Irmãos Boris. Comerciantes

                                                                                    que aqui chegaram em 1865.