RÁDIO IRACEMA

 

     Fachadas da Rádio Iracema

Rua Guilherme Rocha 

Praça Jose de Alencar

Rua Bárbara de Alencar

              Em 1 de agosto de 1945 foi constituída uma sociedade por José Barreto Parente, Flavio Barreto Parente, José Josino da Costa e mais 22 personalidades com o objetivo de criar uma emissora de rádio. A concretização ocorreu aos 9 de outubro de 1948, às 16. h, quando foi inaugurada pelos irmãos José e Flávio Barreto Parente a “Rádio Iracema de FortalezaZYR-7, cujo estúdio passou a funcionar no 2º andar do Edifício Vitória na Rua Guilherme Rocha, esquina com a Rua Barão do Rio Branco, no centro de Fortaleza em uma sala outrora ocupada pelo Partido Comunista do Brasil. Na entrada existia uma larga e bonita escada de degraus e corrimão com balaustres de madeira. O espetáculo inaugural realizado na Praça José de Alencar contou com apresentação de César de Alencar, cearense masque atuava na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, e fizeram-se presentes: Luiz Gonzaga “O Rei do Baião”, Heleninha Costa, Ruy Rey e sua orquestra, dentre outros.

A estação transmissora com equipamento da S/A Phillips do Brasil passou a irradiar das dunas do bairro Urubu que, com a urbanização futura, se denominaria Rua Alberto de Oliveira nº. 140, no Jardim Petrópolis (atual Colônia). Tinha 10 KW de potência e uma torre de 82 metros, num terreno que ao lado passava o ramal ferroviário da Barra do ceará.  José Josino Costa foi o locutor da abertura, e nos transmissores segurando a modulação o Sr. Osmar Castro.

A Iracema fez ponte com os cantores da Rádio Tupy, com “Astros” e “Estrelas” da Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Devido o “Roof-Garden”, ou seja, um auditório ao ar livre no terrace (Terraço) do Edifício Vitória, a emissora da índia recebeu o slogan de “A mais popular”. O palco era coberto, porém a platéia fica a céu aberto, inclusive com mesas onde os freqüentadores assistiam aos “Shows” tomando wisky, cerveja, refrigerantes etc. Era chamada a “Turma da Caixa d’água” os que ocupavam a caixa d’água do prédio.

Nos primeiros tempos o “Cast” era: Paulo Lopes Filho, Peixoto Alencar, Antonio de Almeida: No departamento esportivo Barbosa Filho e discotecário Hirano Meireles.

Em março de 1949 Armando Vasconcelos foi contratado, e fundou o departamento de jornais falados e reportagens e, também o “Grande Jornal Sonoro Iracema”. Armando era o seu redator e locutor. Esses jornalísticos foram consolidados devidos sua experiência, haja vista, Armando na época trabalhar no jornal “O Estado”. A parte de entretenimento ficou com Irapuan Lima que em estilo Chacrinha, animava as platéias com o programa “Rádio-Baile” nas Noites de sábados, e a “Garotada se Diverte”. O sonoplasta fazia efeitos, o que confundia os ouvintes que imaginavam tratar-se da retransmissão de uma animada festa de clube.

Cesar de Alencar e Ayla Maria “Voz Orgulho do Ceará”

Armando Vasconcelos e Ayla Maria

Em 1951 foi criado a Rede Iracemista pelos irmãos Parentes, e assim sendo aos 15 de novembro do mesmo 51 surgiu a Rádio Iracema de Juazeiro do Norte e um ano e sete dias após (22/11/52) apareceu a Iracema de Sobral, seguindo-se a de Iguatú. A Iracema de Maranguape seria inaugurada aos 15 de agosto de 1959, com os transmissores instalados no distrito de Taquara. Ainda no mesmo 1952, José Josino Costa foi substituído por José Pessoa de Araújo, de quem saiu o projeto do Edifício Guarany, na Praça José de Alencar em local privilegiado.

Repórter José Julio Cavalcante

A pedra fundamental do edifício próprio da Rádio Iracema, fora lançada em 10 de dezembro de 1952 na Rua 24 de maio nº. 554 (Praça José de Alencar), contando o evento com as presenças de Raul Barbosa (Governador do Ceará), Paulo Cabral de Araújo (Radialista e Prefeito de Fortaleza), Henrique de La Roque (Presidente do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários – IAPC) e de José Barreto Parente (Diretor da Emissora).  O IAPC foi o financiador deste novo empreendimento.

Na data precisa de seis anos de fundação (9-10-1954) a emissora recebeu de presente o majestoso “Edifício Guarany” com seus três andares e no subsolo um restaurante. No primeiro andar além da recepção, tinha o escritório de publicidade do locutor Irapuan Lima; No segundo andar a sala da direção artística e a discoteca; No terceiro era o auditório e o estúdio.

Alan Neto uma Calouro e Irapuan Lima

José Parente Diretor-presidente da Rede Iracemista, lançou nas mãos de Armando Vasconcelos para inaugurar no atapetado auditório, o programa “Fim de Semana na Taba”, cuja primeira audição foi ao ar no dia da proclamação da República de 1954. Esse semanário era apresentado todos os domingos das 20 às 23 h, com auditório lotado e os homens em traje de passeio completo. Era cognominado “Programa Milionário do Rádio Cearense”, ou “Programa da Elite”. Distribuía prêmios de valor em suas muitas promoções e concursos. Eram até mesmo sorteadas viagens aéreas para Paris (França).

No concurso Miss Ceará, que nos anos 50 era uma promoção dos Diários Associados, a miss eleita comparecia ao “Fim de Semana” no programa seguinte à sua eleição.

Eduardo Fernandes no Fim de Semana na Taba

Em 1958, o time do Bota Fogo do Rio, após o Brasil conquistar o primeiro campeonato mundial de Futebol, veio jogar aqui em Fortaleza com o Usina ceará (Dia 29 de Junho, placar 3×1 pro Bota), e toda delegação alvinegra carioca, fora recebida com aplausos os mais efusivos, no auditório da ZYR7, dentre eles os campeões Newton Santos, Garrincha, Didi e Zagalo.

O “Fim de Semana na Taba” que esteve sob o comando do animador Armando Vasconcelos de 1954/1958; foi passado as mãos de Eduardo Fernandes (Dudu), o qual por sua vez em 1963 transferiu para o cantor e radialista José Lisboa. Os cantores que abrilhantaram os microfones do FST, dentre tantos se destacaram: Zuila Aquiles com textos de Carlos D’álge, Vera Lucia, Salete Dias, Lúcia Elizabeth, Ayla Maria, Ivanilde Rodrigues, Celina Maria, Terezinha Nogueira, e o Solteiro. A grande locutora “Lady-speacker” foi Orlys Vasconcelos.

Orlys Vasconcelos Primeira Locutora Comercial

Os locutores dessa fase de ouro eram: Mattos Dourado, Eduardo Fernandes, Tarcísio Tavares, Edmundo Vitoriano (Assombração), Alan Neto, Haroldo Serra, José Lisboa, Terezinha de Jesus que também era do “Cast”.

A Rádio Iracema até fez transmissões em tempo real com repórteres a bordo de aeronaves, como exemplo, a vinda de Raul Barbosa vindo do Rio de Janeiro para assumir o governo do Ceará e Ademar de Barros em campanha presidencial, transmitindo a Iracema “in loco” a primeira entrevista ao presidenciável.  A outra foi a volta triunfal do Rio de Janeiro de Emilia Correia Lima, com o título de Miss Brasil 1955.

A crônica “Doa a quem doer” passou mais de quinze anos no ar, e quando foi encerrada em 1972, estava com narração de Nonato Albuquerque ao meio dia. Era o grito de protestos dos que não tinham vez e voz. O programa de entrevistas chamava-se “O Direito de Defesa”. Outros programas dos anos 50 eram: “O Comprador de Melodias”, “Assembléia Protestativa”, “Álbum de Brasileiros Ilustres” (uma dramatização dos textos escritos por Waldery Uchoa).

A RIF na Praça José de Alencar marcou época neste local, tanto pela popular localização como, pela programação de estúdio, a exemplo da “Discoteca do Fã” com José Lisboa e os de auditório que ficaram até 1972. Com a televisão tomando espaço, e na euforia das cores, os programas de auditório pelo rádio, saíram do ar para entrar na história.

A Emissora da Índia tinha uma programação bem eclética chegando várias vezes em primeiro lugar na audiência. Ao sair do Edifício Guarany no dia 16 de fevereiro de 1972, o estúdio da Rádio Iracema foi instalado no 12º andar do edifício Senador, localizado na Rua Senador Pompeu nº. 1087 (centro), e foram apagados os programas de auditório. Posteriormente o estúdio foi para a Avenida Barão de Studart nº. 1864; depois Rua Bárbara de Alencar ambos na Aldeota. A estação transmissora saiu do Bairro da Colônia em 1983, e foi montada na rodovia CE 004 km 06 (Estrada de Fortaleza – Maranguape), e parou de transmitir em ondas tropicais popularmente chamadas de ondas intermediárias.

Após a saída da Rádio Iracema do Edifício Guarany (belo cartão postal) o mesmo ficou sem serventia.  Considerado pelos “modernistas” como “monstrengo”, após a Prefeitura Municipal de Fortaleza ter comprado o espaço visando unificar a priori as Praças José de Alencar com a da Lagoinha, o mesmo desapareceu. Em seu local é erguido o Shopping do Camelô popularmente conhecido como “Beco da Poeira”, nomenclatura herdada de um beco não urbanizado que ligava promiscuamente a Rua 24 de maio com a Avenida Tristão Gonçalves, porém com a implantação da Estação Ferroviário do Metrô de Fortaleza, referido Shopping desapareceu.

A Rádio Iracema de Fortaleza, que já pertenceu ao ex-governador Adauto Bezerra, hoje é integrada ao Grupo do Empresarial Etevaldo Nogueira. Seu estúdio se encontra na Avenida Santos Dumont nº. 1687, e opera somente com ondas médias na mesma freqüência de 1.300 kHz com o prefixo de ZYH 586. Os seus horários estão arrendados à Igreja Pentecostal Deus é Amor.

 

PROGRAMAÇÃO DA IRACEMA EM 1972

(Ultimo Ano no Edifício Guarany)

05.00 às 06.20 h: Alvorada Musical (Rodrigo Neto);

06.20 às 06.30 h: Eternidade em Minutos (Pastor Ely Theodoro Batista);

06.30 às 08.00 h: A Bronca é livre (Allan Neto);

08.00 às 09.00 h: Discoteca do Fã (Jalmir Monteiro);

09.00 às 10.00 h: Show da CBS (…); Solicito colaboração do Leitor

10.00 às 11.00 h: Manhã Musical (Carlos Branco);

11.00 às 11.15 h: Mistérios da Vida (Dr. Kardo Allikan);

11.15 às 12.00 h: Parada de Sucessos Odeon (Nonato Albuquerque e Ferrerinha

12.00 às 12.05 h: Crônica Doa a Quem Doer (Nonato Albuquerque);

12.05 às 14.00 h: Festival de Orquestras (Nonato Albuquerque);

14.00 às 15.00 h: Discoteca do Fã 2ª Edição (Jalmir Monteiro);

15.00 às 16.00 h: Som Jovem 40 Graus (Carlos Branco);

16.00 às 18.00 h: Show dos Populares (Nonato Albuquerque e Repórter Guarany)

18.00 às 19.00 h: Superlativo Programa do Allan (Allan Neto);

19.00 às 20.00 h: A Voz do Brasil;

20.00 às 22.00 h: A Hora é de Som (Edson Silva);

22.00 às 24.00 h:……solicito colaboração do Leitor………………..

Obs. José Lisboa pouco antes de ir para a Rádio Assunção apresentar a Discoteca do Lisboa, comandou por muitos anos a Discoteca do Fã e o programa de auditório “Fim de Semana na Taba”.

Sonoplastas: José Dias Barbosa, Antonio Chaves de Assis, Francisco José de Almeida e o Geraldo Ceguim.

Direção Geral: Robinson Xavier, que depois fora substituído por Geraldo Fontenelle, onde havia feito profícua administração na Rádio Assunção Cearense..

 

 

Transmissores de 10 kW e o auxiliar de 1 kW

 

Inteiração:

Informações técnicas:

  1. a) Transmissores: Principal:S/A Phillips do Brasil, modelo HOZ 20124/61

Potência: 10 kw, código 1177/67

Auxiliar: S/A Phillips do Brasil, modelo 2147/B

Potência: 1 kw, código 0457/81

  1. b) 1 torre de 82 metros.

Tipo: Onidirecional (antiga monopolo vertical)

Sistema de terra: 120 radiais de 57,6 metros espaçadas de 3 em 3 graus;

  1. c) Coordenadas: 03º, 49’, 10” Sul

38º, 36’, 40” Oeste